Resenha de “Soppy – Os Pequenos Detalhes do Amor”, de Philippa Rice

30165068

Soppy – Os Pequenos Detalhes do Amor foi lançado esse ano no Brasil pela Fábrica 231, selo da editora Rocco, e traz uma compilação de tirinhas feitas pela ilustradora Philippa Rice. Você já deve ter visto alguma ilustração dela pela internet, afinal a artista começou postando em seu tumblr e virou um sucesso!

A palavra “soppy” em inglês pode ser algo como brega ou piegas, o que demonstra o tom divertido de Rice para demonstrar o amor. O livro é autoral e inspirado na vida da artista com o namorado Luke Pearson. Segundo a autora, é uma espécie de diário ilustrado, pois ela começou a desenhar a série desde o início de seu relacionamento. Os desenhos são maravilhosos e super fofos. É impossível não se identificar com muitas situações!

O traço de Rice é delicado, mas também evidencia um lado cômico da autora. Gosto muito dos desenhos só terem três cores, pois combina bem com a narrativa e o tema do projeto, ou seja, o amor jovem. É legal perceber que, apesar do assunto proposto, não são histórias melosas e não se trata de um casal sufocante, pelo contrário. As tirinhas apenas expõem o cotidiano de duas pessoas que se amam e vivem juntas. O companheirismo, a amizade, a paixão sutil, todas essas características são evidentes no trabalho da autora. É uma relação real e crível, nada inventado como os grandes romances épicos de cinema ou da literatura.

A temática tratada por Rice é tão universal, que não surpreende o fato de conquistar tanto leitor no mundo todo. Fico muito feliz que a autora tenha decidido compartilhar sua visão de amor, pois a identificação é enorme e alguma ilustração sempre irá nos lembrar alguém querido. Se você gosta de quadrinhos leves ou quer começar a ler tirinhas, esse livro é a pedida certa! Não deixe de pelo menos conhecê-lo. <3

soppy1

soppy2

soppy4

 

Soppy é lançamento da Fábrica 231. Adicione no skoob e no goodreads. Saiba onde comprar.

por Babi Dewet. Mora no Rio de Janeiro, é autora da trilogia de livros Sábado à Noite, formada em Cinema, Galaxy Defender, Caçadora de Sombras, Jedi, Sonserina, fã de Kpop, empresária neurótica, amante de gatos, doces, fanfics, séries de TV coreanas e filmes bobos americanos.

1 comentário

  1. Eu ainda não li Soppy, mas presentei meu namorado com ele. E fiz o menino chorar porque escrevi uma dedicatória. Bacana o livro pois aborda temas do cotidiano. Por exemplo, eu mesma já me identifiquei com algumas das situações. Super fofo!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CommentLuv badge