Livro da Maju Trindade

No final de julho, chegará nas lojas o primeiro livro da Maju Trindade pela editora Paralela. O livro reunirá histórias da vida de Maju, e para quem comprar na pré-venda virá com card autografado e cartela de adesivos. Quem aí está curioso para saber mais sobre ela? o/

91L-nex50VL

Sinopse: Maju Trindade é uma garota simples, mas cheia de personalidade e atitude. Ela impressiona pelo visual, que mistura piercing no nariz com combinações de roupa tiradas de sua cabeça, assim como pelo jeito espontâneo com que fala tanto da vida no interior quanto de Justin Bieber. No seu primeiro livro, Maju, fica claro porque essa menina de 18 anos virou a namoradinha da internet brasileira. Com milhões de seguidores no Twitter, no Instagram e no YouTube, ela fala da sua infância, do seu trabalho, das viagens marcantes que fez e dos seus sonhos.

por Babi Dewet. Mora no Rio de Janeiro, é autora da trilogia de livros Sábado à Noite, formada em Cinema, Galaxy Defender, Caçadora de Sombras, Jedi, Sonserina, fã de Kpop, empresária neurótica, amante de gatos, doces, fanfics, séries de TV coreanas e filmes bobos americanos.
Resenha de “A Sereia”, de Kiera Cass

Capa A Sereia Preciso confessar que adoro as narrativas da Kiera Cass. Sou muito fã do seu modo “encantado” de deixar as histórias. Em “A Sereia” não foi diferente, uma história encantada e cheia de sentimentos.

“As sereias entretanto têm uma arma ainda mais terrível que o canto: o seu silêncio.”

No livro conhecemos Kahlen, uma menina de 19 anos que vive como sereia há oitenta anos. Muito tempo atrás, durante uma viagem com a sua família, Kahlen viu a água usar suas sereias e seus métodos para naufragar o navio em que estava. Kahlen foi salva da morte, mas a consequência disso, foi ter aceitado o chamado da água para se tornar uma sereia e trabalhar para ela como sereia por cem anos.
Desde então ela vive como sereia, cuida muito bem de suas irmãs sereias, é disciplinada e a favorita da água, mas Kahlen é muito sentimental, guarda um peso em seu coração de tantas pessoas que teve que matar para satisfazer a água.

A vida de Kahlen não é fácil, mas esse sentimento muda quando ela conhece Akinli, um rapaz estranho que começa a ter sentimentos por Kahlen. Será que o casal conseguirá ficar junto? O que será que a água achará de tudo isso? Esse amor é possível?

“E quem eu era? Ninguém na verdade. Só uma garota. Mas aos olhos dele…Eu parecia muito mais que isso.”

A escritora consegue construir um cenário único e consegue nos mostrar um pouco sobre a mitologia da sereia. Os personagens secundários são marcantes, todas as irmãs de Kahlen possuem personalidades distintas e adoráveis. Acredito que a água é o personagem mais enigmático do livro, a água possui uma personalidade forte e descobrir como ela lida com as sereis é um dos pontos alto do livro.
Um romance leve e sensível, com uma leitura envolvente. Eu me senti lendo um conto de fadas. O livro nos conta mais que uma história de amor, nos mostra cumplicidade, fidelidade e amizade. E preciso dizer que a capa é linda, dá uma sensação de leveza ao livro.

A Sereia é um livro de Kiera Cass pela Seguinte. Adicione no Skoob. Saiba onde comprar mais barato.

Patricia Kazys, 24 anos. Mais conhecida como Trika. Formada em Letras. Mora em São Paulo. é produtora de eventos na Far Music Entertainment. Fã de kpop, livros, novelas asiáticas, filmes e séries.
Capa de “Lua de Vinil”, de Oscar Pilagallo

Mais um lançamento da editora Seguinte que eu quero muito ler! Em junho, chega às lojas Lua de Vinil, do jornalista premiado Oscar Pilagallo. O livro é um YA nacional com São Paulo da década de 70 como cenário. Estou muito curiosa para saber mais!

13412146_805878879545758_4766015338233589197_o

Sinopse: Em 1973, a ditadura militar comandava o Brasil. O Pink Floyd lançava o aguardado disco The Dark Side of the Moon. E Giba passava os dias jogando futebol de botão com os amigos do prédio, suspirando por Leila, sua vizinha irreverente e descolada. Ele tentava ignorar o estado grave de seu pai, internado no hospital, e não sabia que a violência do governo estava muito mais perto da sua casa na Vila Mariana do que ele imaginava. Até que, num dia tranquilo de março, ele acaba causando um acidente e se vê obrigado a lidar com um dilema moral que o fará abandonar a inocência dos dezesseis anos para sempre.

por Babi Dewet. Mora no Rio de Janeiro, é autora da trilogia de livros Sábado à Noite, formada em Cinema, Galaxy Defender, Caçadora de Sombras, Jedi, Sonserina, fã de Kpop, empresária neurótica, amante de gatos, doces, fanfics, séries de TV coreanas e filmes bobos americanos.
Capa de “Uma Canção de Ninar”, de Sarah Densen

Olha essa capa maravilhosa de Uma Canção de Ninar da autora Sarah Dessen! O livro será lançado pela editora Seguinte no mês de julho e eu já estou ansiosa para ler, afinal, tem muita música e amor. Quem conhece as histórias da Dessen sabe que ela escreve romances contemporâneos incríveis e super tocantes. Vocês já podem incluir na lista de leituras do mês que vem, hein!

13346272_802364473230532_6536015573940697739_o

Sinopse: “Não deixe ficar sério demais. Não deixe ele partir seu coração. E nunca, em hipótese alguma, saia com um músico.” Remy não acredita no amor. Sempre que um cara com quem está saindo se aproxima demais, ela se afasta antes que fique sério ou ela se machuque. Tanta desilusão não é para menos: ela cresceu assistindo os fracassos dos relacionamentos de sua mãe, que já vai para o quinto casamento. Então como Dexter consegue fazer a garota quebrar esse padrão, se envolvendo pra valer? Ele é tudo que ela odeia: impulsivo, desajeitado e, o pior de tudo, membro de uma banda, como o pai de Remy — que abandonou a família antes do nascimento da filha, deixando para trás apenas uma música de sucesso sobre ela. Remy queria apenas viver um último namoro de verão antes de partir para a faculdade, mas parece estar começando a entender aquele sentimento irracional de que falam as canções de amor…

por Babi Dewet. Mora no Rio de Janeiro, é autora da trilogia de livros Sábado à Noite, formada em Cinema, Galaxy Defender, Caçadora de Sombras, Jedi, Sonserina, fã de Kpop, empresária neurótica, amante de gatos, doces, fanfics, séries de TV coreanas e filmes bobos americanos.