Resenha de “O Projeto Rosie”, de Graeme Simsion

projetorosie_1Eu pensei fazer a Maratona Literária de Inverno 2015, mas sabia que ia flopar, então meio que ignorei os livros que separei para ler e comprei o ebook de O Projeto Rosie porque achei a sinopse legal. Simples assim.

E o que dizer desse livro maravilindo?! Foi o primeiro que eu li esse ano que realmente amei! O Projeto Rosie conta a história do professor e geneticista Don, um homem metódico, sem tato social e diferente do que podemos considerar “normal”. É interessante como a história começa com o protagonista dando uma palestra sobre a síndrome de Aspenger, a doença que diagnostica pessoas com autismo, e como o leitor pode fazer uma relação dessa síndrome com as atitudes do personagem.

Don está chegando aos quarenta anos e resolve criar uma método de pesquisa para encontrar a mulher perfeita com quem poderá casar e quem sabe procriar. Ele tem muita dificuldade em socializar e entender o código de conduta de uma sociedade, nunca consegue identificar sarcasmo e não tem freio na língua, Don fala o que pensa e de maneira direta. Isso, obviamente, gera cenas hilárias e constrangedoras, mas o próprio personagem faz reflexões que mostram que ele está mais do que acostumado com a reação das pessoas, pois sempre foi assim, principalmente com a sua família. Apesar da temática, essa história não é dramática, pelo contrário. A narrativa é sutil e flui muito bem, faz o leitor compreender o lado do protagonista e entender seu mecanismo de convivência social.

O Projeto Esposa recebeu centenas de respostas, mas Don não consegue encontrar nenhuma mulher que seja 100% compatível, o que é uma metáfora de que na vida ninguém é perfeito e a gente não se apaixona pelo o que é certo, não dá para comandar o coração. É quando aparece Rosie, uma estudante de psicologia, que é confundida como uma das candidatas para esposa ideal. E ideal é tudo o que ela não é. Rosie quebra inúmeros requisitos do formulário, ela fuma, é vegetariana, trabalha em um bar etc. etc. E mesmo assim mexe com tudo o que Don tinha como certeza em sua vida, ele passa a se arriscar mais – mesmo que isso signifique acabar com o esquema de jantar, onde ele come a mesma coisa toda semana por anos.

Mas Rosie precisa da ajuda de Don, ela quer saber quem é seu pai verdadeiro e, como ele é uma dos melhores geneticistas da região, os dois vão entrar em uma aventura para colher o DNA dos candidatos. E é quando eles se aproximarão e Rosie trará um pouco de caos e casualidade para o universo sistemático de Don. Em um desenrolar leve, divertido e reflexivo, O Projeto Rosie nos traz um enredo envolvente e você sente que faz parte daquele relacionamento, das descobertas e do desenvolvimento. Eu ainda estou morrendo de rir com o Don tentando aprender a fazer sexo através de livros!

O Projeto Rosie é um romance fácil de ler e que pode nos tirar da nossa zona de conforto, mas sem ser forçado. Faz o leitor pensar fora da caixa e tentar compreender melhor as pessoas e o mundo, existem tantos tipos de pessoas por aí, não devemos olhar torto para aquilo que não compreendemos. E eu também senti uma pitadinha de Sheldon Cooper, de The Big Bang Theory, personagem que sou super fã. Não sei se consegui expressar toda a mensagem positiva que esse livro me trouxe, estou ainda animada com a leitura e acho que, embora muitos não gostem desse tipo de história, é um ótimo livro para relaxar e trazer novas reflexões.

Descobri que existe continuação, The Rosie Effect já foi lançado lá fora e tem previsão para chegar ao Brasil nos próximos meses. Não sei se será uma boa ter um segundo livro, sabe aquele medo de estragar o que é bom? Ainda mais porque as críticas estão bem negativas no goodreads, muita gente se decepcionou com o segundo livro. Então, como eu amei demais essa história, talvez eu não leia a continuação. Veremos.

O Projeto Rosie foi lançado pela editora Record. Adicione no skoob e no goodreads. Saiba onde comprar.

por Gui Liaga. Jornalista, publisher e agente literária. Darth Vader da SAN Crew, Grifinória/Corvinal, Distrito 4, Wolfpack, Vulcan e DarkSide. E alguém que não entende nenhuma espécie de preconceito, principalmente literário.
J. Law estreará “O Projeto Rosie”

O facebook do Grupo Editorial Record (de onde tirei a imagem) anunciou que a atriz Jennifer Lawrence irá estrelar o filme O Projeto Rosie, baseado no livro homônimo de Graeme Simsion. O longa ainda não possui diretor e data de lançamento, mas os roteiristas Scott Neustadter e Michael Weber, a dupla responsável por 500 Dias Com Ela, já estão adaptando o livro para roteiro. A história traz Don Tillman, um professor problemático que cria o Projeto Esposa para encontrar a mulher ideal. Fumante, vegetariana e incapaz de chegar na hora marcada, Rosie não se encaixa no que Don procura, mas pode ser aquela que ele precisa. Alguém aqui já leu esse livro? Estão ansiosos para mais um filme com a J. Law?

11731659_10153380564155609_6529198644742966879_o

 

por Babi Dewet. Mora no Rio de Janeiro, é autora da trilogia de livros Sábado à Noite, formada em Cinema, Galaxy Defender, Caçadora de Sombras, Jedi, Sonserina, fã de Kpop, empresária neurótica, amante de gatos, doces, fanfics, séries de TV coreanas e filmes bobos americanos.
Black Friday é dia de: comprar livros!

Não tem um dia do ano mais legal pra comprar livros que a Black Friday! Isso porque, vocês sabem, os preços ficam amigáveis e as nossas estantes ficam cheias!
Separei algumas dicas para uma pré-Black-Friday com alguns descontos SENSACIONAIS que já estão rolando! Aproveita pra completar coleções e ler aquele livro que você sempre quis…

depoisdosquinze
Wallmart – R$15,70
Saraiva – R$14,92

Trilogia “Halo” completa, no box!
Submarino – R$28,46
Americanas – R$27,93

Submarino – R$15,12
Americanas – R$17,96

Submarino – R$16,73
Americanas – R$18,16

Kit Livros – Especial Star Wars: O Caminho Jedi
+ O Livro dos Sith (2 vols)
Submarino – R$39,90

Submarino – R$9,63
Americanas – R$9,39

Submarino – R$15,88
Americanas – R$14,63

Submarino – R$19,88

Mais dicas:

– A Guerra dos Tronos – As Crônicas de Gelo e Fogo – Livro 1 R$22,72
– Morte Súbita – Jk Rowling R$16,03
– Eu Me Chamo Antônio R$13,74
– Os Goonies – Darkbooks, versão especial capa dura R$25,00
– A Menina que Roubava Livros R$9,89
– Um Dia – David Nicholls R$12,84
– O Substituto – David Nicholls R$7,95
– Extraordinário R$9,90
– Demi Lovato – 365 Dias do Ano – Staying Strong R$9,80
– Diário de Uma Paixão – Nicholas Sparks R$6,00
– Fazendo Meu Filme 1: A Estreia de Fani R$15,12
– O Rei de Amarelo R$9,91
– Água para Elefantes R$8,90
– Princesa Adormecida – Paula Pimenta R$7,95
– Eu Sou o Número Quatro R$9,91
– O Código BRO de How I Met Your Mother R$9,80
– Box de “Entre o Agora e o Nunca” com dois livros R$29,90

Ufa! E ainda tem mais!
Lembrando que qualquer livro comprado através dos links aqui do blog, geram comissão! Obrigada <3

por Babi Dewet. Mora no Rio de Janeiro, é autora da trilogia de livros Sábado à Noite, formada em Cinema, Galaxy Defender, Caçadora de Sombras, Jedi, Sonserina, fã de Kpop, empresária neurótica, amante de gatos, doces, fanfics, séries de TV coreanas e filmes bobos americanos.
Resenha de “Quem sabe um dia”, Lauren Graham

quemsabe umdia“CARACA, VOCÊ VIU QUE A LORELAI DE GILMORE GIRLS ESCREVEU UM LIVRO?!!?”. Foi essa frase que me fez esperar, por meses, a editora Record lançar Quem sabe um dia, o primeiro romance da Lauren Graham – mais conhecida como Lorelai. Sem querer entregar a idade, mas eu acompanhei GG na Warner. Naquele tempo baixar episódios na internet era algo que quase ninguém fazia e eu nem tinha conhecimento disso. Então, toda quinta-feira, às 20h, ninguém podia nem chegar perto da tv e era uma briga absurda com meus irmãos pelo controle (aí adotei a técnica de a partir das 17hs já ficar no sofá olhando a tv antes de alguém chegar). Comprei todos os DVDs (Fuen, hoje tudo é blu-ray), temporada por temporada. Eu sabia que o humor rápido e crítico da Lauren estaria em sua escrita, e não errei quanto a isso.

Quem sabe um dia fala sobre Franny Banks, uma atriz que se deu um prazo de três anos para conseguir alavancar a carreira. Mas, faltando apenas seis meses para o final, tudo o que ela fez foi um comercial de camisolas. Dividindo um apartamento no Brooklin com sua melhor amiga Jane e o roteirista Dan, Franny precisa trabalhar como garçonete para pagar as contas. É na aula de teatro de Strauss que a protagonista continuará a lutar pelo seu sonho de ser uma atriz de verdade, sem se vender e perder a paixão pela arte. O livro é muito fiel ao mundo artístico de teatro e televisão, narra os testes, os acordos, os problemas do showbusiness, as artimanhas etc. A Franny é uma personagem verdadeira e possui um humor ácido. Os diálogos são afiados e arrancam boas risadas.

A história apresenta pedaços da agenda da Franny (com rabiscos e desenhos hilários), as mensagens de voz em sua secretária eletrônica e textos de roteiros de testes. Deveria ser bem dinâmico, mas a narrativa enrola muito e muitas vezes é redundante. Eu achei a história legal, mas sinto que poderia ser muito mais, sabe? O enredo também é óbvio, não tem nenhum plot que te deixe WOW NEM IMAGINAVA! O mais legal é poder acompanhar a Franny em seus testes, conhecer suas inseguranças, torcer por ela, mesmo ela sendo bem enjoada na maioria das vezes.  E você também poderá ter um vislumbre dos anos 90, pois a história ocorre em 1995!

 

Quem sabe um dia foi lançado pela editora Record. Adicione no skoob. Saiba onde comprar.

por Gui Liaga. Jornalista, publisher e agente literária. Darth Vader da SAN Crew, Grifinória/Corvinal, Distrito 4, Wolfpack, Vulcan e DarkSide. E alguém que não entende nenhuma espécie de preconceito, principalmente literário.